Antes feito do que perfeito!

O título usou a palavras “QUEM QUER…” mas nem sempre é uma opção né? Muitas vezes essa condição é imposta, seja porque perdeu o emprego formal, seja porque pediu demissão por não estar feliz no job que fazia.

 

 

Pois então, é muito bom saber que trabalhar em casa não é MAIS fácil, como parece. Inicialmente é mais confortável, mas depois pode trazer muito relaxamento OU distrações, e ser difícil administrar bem o tempo, tornando você pouco produtiva.

Outro detalhe é que as pessoas que convivem com você podem achar que não é trabalho e isso desgastar um pouco a relação de vocês.

 

Pois bem, partindo da minha experiência, vou dar algumas dicas para quem quer trabalhar em casa:

1 ADMINISTRAR BEM O TEMPO

 

Montar rotina, planejar, criar metas diárias, semanais, mensais e ao final disso tudo monitorar constantemente para avaliar se está sendo bem produtiva. 

 

 

2 ORGANIZAR O AMBIENTE DE TRABALHO E OS HORÁRIOS DE HOME E DE WORK

 

Veja que separei HOME E WORK. Imagine como é desafiador não misturar os dois. Caso você não seja focada, no meio do trabalho, pode se distrair com a louça para lavar ou a cama para forrar. Um ambiente organizado para o trabalho fará você se concentrar e ser produtiva.

 

 

3 ENCONTRAR ESPAÇO SILENCIOSO

 

O silêncio ajuda a focar e se concentrar. Não que seja preciso estar assim sempre, mas algumas decisões, algumas tarefas exigem silêncio para saírem de modo mais rápido e com menos erros.

 

 

4 TENTAR DIMINUIR AS INTERRUPÇÕES (como filhos, empregadas, visitas, telefones)

 

As distrações ajudam a perder um tempo valioso e ajudam a distrair. Quando estou escrevendo um texto para o blog, planejando uma palestra, uma aula, o roteiro de um vídeo, por exemplo, deixo o celular longe. As ideias podem fugir e isso atrapalha de concluir algo que comecei. Gerencie bem isso, indo para um lugar mais tranquilo da casa.

5 NÃO FICAR EXCLUSIVAMENTE EM CASA (para não perder networking)

 

Participar de cursos, feiras, oficinas, palestras, agendar reuniões para ver e encontrar pessoas. Circular pelos espaços.

 

6 FAZER O QUE AMA E ACREDITA

 

Descubra sua paixão, verifique se é rentável, ou seja, se existem pessoas que pagariam pelo seu produto ou serviço, faça um bom planejamento e comece o seu negócio.

 

7 CONSIDERAR A POSSIBILIDADE DE PAGAR 1 DIA DE COWORKING

 

Já ouviu falar de coworking? Nesses espaços compartilhados, podemos fazer network, aprender sobre diferentes coisas, dentro de um local bem mais em conta do que se tivesse que pagar uma sala comercial.

 

Bom, vou terminando por aqui.

Espero que tenha gostado dessas dicas.

Para assistir outros vídeos, acesse meu canal no youtube, clique aqui.

%d blogueiros gostam disto: